Novo, seminovo ou usado? Quais as diferenças?

Comprar um veículo é o sonho de consumo da maioria dos brasileiros. Dentre todos os bens duráveis, os carros assumem a liderança superando inclusive a aquisição da casa própria. Porém, antes de comprar um veículo, a primeira coisa que é preciso ter em mente é saber diferenciar e entender o que é um carro novo, […]

Comprar um veículo é o sonho de consumo da maioria dos brasileiros. Dentre todos os bens duráveis, os carros assumem a liderança superando inclusive a aquisição da casa própria.
Porém, antes de comprar um veículo, a primeira coisa que é preciso ter em mente é saber diferenciar e entender o que é um carro novo, seminovo e usado. Parece simples, mas é uma dúvida que muita gente tem.
O carro novo, é aquele que acaba de sair da concessionária, zero quilômetro, nunca rodado e ainda não teve nenhum dono. O seminovo é o automóvel com até três anos de uso, teve um único dono e rodou até 20 mil km no ano. Já o usado são carros acima de 3 anos de uso.

Mas e na hora comprar? O que é importante se levar em conta? Qual vale mais a pena?

Entrar em um carro novinho em folha, retirar o plástico do banco e ser o primeiro a dirigir tem um gosto especial. Mas nem sempre comprar um carro novo é a melhor opção. Assim que ele sai da concessionária ele já perde 20% do valor, assim de cara! Isso acontece porque ninguém vai pagar o mesmo preço de concessionária, para comprar um veículo de alguém que não conhece ou que já pertenceu a outra pessoa. Infelizmente, o valor do automóvel desvaloriza.
No entanto, se você tem dinheiro e pretende em fazer um investimento para se manter com o mesmo carro durante uns anos, essa opção é bastante válida. Os gastos com manutenção são menores, a garantia é estendida e você tem maior tranquilidade em ter um veículo que conhece o histórico porque ele foi só seu.

Os seminovos também têm suas vantagens. Como o carro perde seu valor depois que sai da concessionária, é possível comprar um carro muito bom, praticamente novo por um preço bem abaixo. O que torna viável a compra dos seminovos são justamente os descontos obtidos. As taxas e impostos dos seminovos na ponta do lápis também são mais baixas. Além disso, mesmo sendo um seminovo é possível que ele esteja na garantia da montadora. Isso dá uma segurança para o comprador.
Os Seminovos são os mais viáveis e no últimos anos tem sido a opção mais procurada no Brasil.

>> Checklist para compra de um seminovo

Já o carro usado, tem como sua maior vantagem o preço. Mesmo o carro sendo mais velho, pelo mesmo preço de um novo, você pode conseguir um veículo superior, completo, recheado de apetrechos e acessórios. Além disso, o valor do seguro de um carro mais antigo é mais baixo.
Porém, será um veículo que tende a dar mais dor de cabeça, pois precisará de mais revisões e manutenções.

Por fim, todas as opções tem suas vantagens e desvantagens, e implicam em uma renúncia. Basta você analisar o que se encaixa melhor no seu perfil e nas suas condições financeiras. 😉

Entenda como extrair o máximo e usar o Fipe a seu favor