Como saber qual é a hora de vender o carro

Vender o carro não é simples. O primeiro passo? Saber se é a hora certa de vender e evitar perder dinheiro, claro.

 

Na hora de vender um carro, além de se preocupar com os detalhes de manutenção, documentação, acessórios e negociação, o vendedor também precisa ficar atento a outro fator: a hora certa de vender o carro.

Acontece que vender cedo demais ou tarde demais, pode acabar te fazendo perder dinheiro. Vamos conferir algumas dicas?

As visitas ao mecânico ficaram frequentes?

Sim, esse é um dos fatores que devem ser observados, mas é APENAS um deles. Não é porque você aumentou as visitas ao mecânico que esse seja o único fator a ser levado em consideração.

Dizem que carro é que nem filho, não é mesmo? Pois bem, é nesse ponto que você deverá se apegar. O motivo das visitas frequentes à oficina pode ser fruto de falta de revisões e não necessariamente de que o carro está desgastado.

Vamos explicar melhor. Se você é o tipo de pessoa que acredita que trocar o óleo e o filtro é suficiente para manter o carro funcionando bem, preste muita atenção.

O carro precisa de uma manutenção completa que leva em conta diversos itens: alinhamento dos pneus, radiador, bomba d’água, além claro, dos detalhes mais visuais como o estofamento. Viu só? Podem ser diversas coisas e quando isso começa a acumular, vira uma bola de neve que acaba fazendo o carro gastar e gastar cada vez mais.

Então, pode ser o caso de você apenas fazer os reparos necessários e o carro ficar praticamente novo.

Estou há muitos anos com o carro.

Tem gente que diz que quanto antes melhor, outros apostam nos 5 anos de “casamento” e há ainda quem indique 3 anos quando se compra um carro 0km. Claro que não existe uma regra geral.

A verdade é que, quanto mais tempo você ficar com o carro, mais ele poderá sofrer deformações, especialmente das borrachas e plásticos. É preciso ficar atento a isso e sempre estar de olho nas manutenções pra prolongar mais a vida útil do veículo, assim você poderá receber mais pelo bem quando decidir vender.

Desvalorização do carro.

Esse talvez seja o item mais importante. É preciso que o proprietário esteja sempre atento à desvalorização do modelo que possui. Acontece que no mercado de carros, o mercado oscila bastante.

Por exemplo, há um tempo carros na cor branca eram muito desvalorizados por serem taxados como carros utilizados em táxis. Hoje, isso não existe mais e a cor branca está em alta, virou moda. Isso pode mudar? Claro. Por isso é tão importante prestar atenção em como o modelo está sendo visto no mercado. Um bom parâmetro é a Tabela Fipe.

Por fim, nossa dica é: não se precipite! Da mesma forma que você planejou muito antes de comprar seu carro, planeje também antes de vender. Avalie, reavalie, e se precisar, conte com a gente.

Entenda como extrair o máximo e usar o Fipe a seu favor